Itália
Home Internacional Itália confirma força da nova geração e está na decisão
Internacional - 18 de setembro de 2021

Itália confirma força da nova geração e está na decisão

Ao término dos Jogos Olímpicos de Tóquio, as notícias da cirurgia de Zaytsev e da aposentadoria de Juantorena, além da troca de técnico, fizeram muitas dúvidas pairarem no ar sobre o futuro da seleção masculina da Itália. Bastou um pouco mais de um mês para a incerteza se transformar em empolgação. Com jovens demonstrando maturidade e muito potencial, a Azzurra está na final do Campeonato Europeu masculino de vôlei.

Neste sábado, em Katowice, na Polônia, vitória na semifinal sobre a Sérvia, atual campeã continental, por 3 sets a 1, parciais de 29-27, 25-22, 23-25 e 25-18. Neste domingo, às 15h30, o título será disputado contra a Eslovênia, presente em sua terceira final nas quatro últimas edições do torneio. Às 12h30, poloneses e sérvios duelarão pelo bronze. A Fox Sports 2 e o Star Plus transmitirão.

O ponteiro canhoto Michieletto, 19 anos e 2,05m, confirma jogo após jogo ser a referência desta nova Itália. Foram 23 pontos do jogador do Trentino, liderando o time e o jogo. No primeiro set, ele marcou oito vezes, uma a mais do que no segundo, quando finalizou a parcial com 83% de aproveitamento no ataque. Ele ainda foi um dos destaques no bloqueio, com quatro pontos no fundamento.

O oposto Giulio Pinali, 24 anos, colaborou com 17 pontos, enquanto o ponteiro Lavia, 21 anos, anotou 13. A destacar a qualidade da distribuição do capitão Simone Gianelli, que ainda teve pontuação de atacante: sete pontos, três no saque. Olho neste time dirigido por Ferdinando De Giorgi.

Pelo lado sérvio, Uros Kovacevic terminou com 15 pontos, mas sentiu falta de outros dois titulares: Ivovic (quatro pontos) e Luburic (dois pontos).

O último título para a Itália no Europeu aconteceu em 2005. Caso volte a subir no degrau mais alto do pódio será de forma invicta. E também surpreendente!

 

Veja também

Vídeo: Quem são os 5 melhores ponteiros do mundo?

Já que Bruno Souza e Daniel Bortoletto não conseguiram agradar gregos e troianos com a esc…