Tandara Osasco
Home Destaques Osasco vence e segue líder na volta de Brait
Destaques - Estaduais - 11 de setembro de 2021

Osasco vence e segue líder na volta de Brait

Pelo Paulista, Osasco derrotou o Pinheiros por 3 a 1, no Liberatti

Com Camila Brait reintegrada ao grupo – após a conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, há um mês -, o Osasco São Cristóvão Saúde derrotou o Pinheiros por 3 sets a – parciais de 25-23, 23-26, 27-25, 25-16 -, na noite desta sexta-feira, no  José Liberatti, pela terceira rodada da fase classificatória do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei e segue invicto e na liderança da competição. Veja aqui a tabela do Paulista Feminino.

Osasco somou o segundo resultado positivo jogando em casa, desta vez com uma torcedora ilustre. Acompanhada pelo marido e pela filha, Tandara acompanhou a partida das arquibancadas do José Liberatti. A bicampeã olímpica Fabiana também acompanhou o jogo de fora, ao lado do filho Asaf. Ela segue treinando para recuperar a parte física aos poucos, depois de ter ficado um ano parada para ser mãe. O próximo compromisso do time do técnico Luizomar de Moura será na sexta-feira (17.09), contra Barueri, às 21h30, com transmissão pelo SporTV.

Atuando como oposta, Tifanny foi a maior pontuadora da partida, com 28 pontos. Michelle marcou 18 e Carla 12. Pelo Pinheiros, Sonaly fez pontuou 15 vezes.

A novidade no Osasco hoje foi a entrada da levantadora Kenya desde o início da partida. Fabíola sentiu uma contratura muscular na panturrilha e foi poupada. A jovem atleta de 20 anos, deu conta do recado, e manteve a tradição osasquense, que tem a formação de atletas em seu DNA.

– Foi um jogo bom, apesar dos altos e baixos. A Fabíola sentiu uma lesão, mas me deu força o tempo todo do bando de reservas. Com o apoio dela, do Luizomar e das meninas, fui me soltando. Afinal, a gente treinar para isso. Para estar pronta quando o time precisar – disse a levantadora, que marcou 8 pontos no jogo.

Camila Brait estava feliz ao final da partida.

– Osasco é minha casa e me sinto muito bem nesse ginásio. Só falta a torcida, mas tenho certeza que, em breve, ela estará de volta”, disse a líbero, que comentou a partida. “Sabíamos que iríamos sofrer contra o Pinheiros, um time que saca e defende bem. Perdemos a paciência no segundo e terceiro sets, porque elas estavam defendendo as nossas bolas, e cometemos erros que não estamos acostumadas. Mas é início de temporada e estamos construindo o time, como diz o Luizomar. É melhorar a cada jogo.

Luizomar, justamente, citou a construção do novo grupo para a temporada 2021/22.

– Foi um jogo difícil. O Pinheiros é uma equipe sempre muito bem estruturada, que tem um volume de jogo interessante. Para nós, que estamos construindo a equipe, ter jogos dessa maneira é importante. Bobeamos no segundo set. Já, no terceiro, elas abriram e fomos buscar. E esse espírito de equipe, de união e luta é importante – comentou o treinador, que concluiu.

– Foi apenas o nosso terceiro jogo e contra um adversário que tem pretensões de disputar o título paulista. Não fizemos nenhum amistoso na pré-temporada e esses desafios nos fortalecem. Saio satisfeito, mas temos muito a crescer.

Osasco São Cristóvão Saúde: Kenya (8), Tifanny (28), Michelle (18), Carla (12), Saraelen, Camila Paracatu (8) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar Moura. Entraram: Stephanie (4), Silvana.

Pinheiros: Carol Leite (1), Edinara (6), Sonaly (15), Larissa (6), Talia (14), Gabi Martins (9) e a líbero Kika (1). Técnico: Reinaldo Bacilieri. Entraram: Daniela Oliveira (1), Camila Mesquita (15), Carol Grossi, Rosely.

Veja também

SporTV comemora audiência da abertura da Superliga

A Superliga masculina de vôlei começou e o esporte se consolida como um dos preferidos do …