vôlei de praia
Home Praia Vôlei de praia: quali define classificados para a etapa do Rio
Praia - 22 de setembro de 2021

Vôlei de praia: quali define classificados para a etapa do Rio

Chave principal da 1ª etapa Open do Circuito Brasileiro de vôlei de praia começa nesta quinta

O qualifying da primeira etapa Open do Circuito Brasileiro de vôlei de praia definiu nesta quarta-feira as últimas duplas que vão disputar o torneio principal no Rio de Janeiro a partir das 8h desta quinta. Foram sete tie-breaks em oito jogos da rodada decisiva, e quatro parcerias de cada naipe garantiram a vaga na fase de grupos.

Na disputa masculina, Marcus/Allison Francioni (RJ/SC), Lyan/Matheus (GO/SE), Nico/Samuel (SC) e Gabriel Santiago/Johann (DF/RJ) foram os classificados. Rafaela/Jessica (PA), Fabrine/Flavia Moura (BA/RJ), Thainara/Sandressa (RN/AL) e Teresa/Juliana Simões (DF/PR) avançaram à fase de grupos na competição feminina.

Depois de um ano parado por conta de uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho cruzado, Lyan voltou a jogar na nona etapa Open, mas ainda sem a preparação ideal. Não à toa a classificação para o torneio principal – após vitória sobre Gabriel Gouveia/Igor Borges (RJ) por 22/24, 25/23 e 16/14 – foi motivo de muita emoção.

– Qualifying é muito difícil. Todo mundo sabe que é muito difícil, porque é muita pressão, se você errar, você está fora. Mas para essa etapa eu me preparei muito, eu dei o meu melhor. Ninguém acreditava em mim, passei por muita coisa, só eu e meu pai sabemos. É muito gratificante ter sucesso em algo que você trabalhou tanto – afirmou Lyan.

Vice-campeões do sub-21, Nico e Samuel (SC) reeditaram a decisão de segunda-feira (20.09) e venceram Mateus Dultra/Gabriel Zuliani (CE/PR) nesta quarta antes de passarem por Jefferson/Alvaro Andrade (CE/SE) no jogo decisivo.

– É uma experiência muito massa para a gente. Nosso foco principal ainda é o Mundial sub-19, que vai ser realizado no final do ano, e esses eventos são muito bons para a nossa preparação, entender como está nosso trabalho. Fizemos três jogos duríssimos hoje, conseguimos vencer o Gabriel e o Mateus na reedição da final do sub-21, uma partida decidida em detalhes. É muita felicidade, muita alegria por essa conquista, e agora é aproveitar e jogar bem amanhã – afirmou Samuel.

Também vice-campeãs no sub-21 como parceiras na segunda-feira, Thainara (RN) e Karol (SE) foram adversárias nesta quarta. Melhor para Thainara que, ao lado de Sandressa (AL), venceu Karol/Aninha (SE/MS) por 20/22, 21/16 e 15/12.

– É muito louco, porque a final foi um jogo digno de final mesmo, a gente fez um jogão. Eu e Karol temos uma parceria longa de outros campeonatos, e uma consideração muito grande uma pela outra, um respeito muito grande. Mas cada competição é diferente, eu jogo o Sub com ela e o adulto com a Sandressa, e a gente está sujeito a essas situações. Dessa vez a gente levou a melhor, mas o respeito é o mesmo, dentro ou fora de quadra, do lado ou do outro lado. Tem que saber separar mesmo – disse Thainara.

Fechando o dia de disputas com mais um tie-break, Teresa e Juliana Simões (DF/PR) garantiram a vaga no torneio principal com uma vitória de virada sobre Lucília Rosa/Alana (SP): 17/21, 21/15 e 16/14.

– Muita felicidade e muita gratidão. A gente tem feito um trabalho muito legal junto e isso reflete aqui na quadra. No momento de dificuldade a gente está se ajudando, quando está funcionando a gente está com alegria, tentando dar sempre o melhor possível. É um bom começo da temporada do Open, a gente quer ter uma boa performance, e os resultados vão vindo – destacou Teresa, que durante o quali eliminou a dupla de Mari, campeã olímpica na quadra.

– A gente está muito feliz com esse primeiro passo, porque é um trabalho de muita entrega, a gente se dedica muito a isso, e a gente consegue ver que está dando certo. Mas queria também parabenizar as meninas, foi um excelente jogo, foi um grande espetáculo, mas infelizmente é um jogo e tem que ganhar um time e o outro perder – completou Juliana.

As duplas que já estavam garantidas no torneio masculino são: George/André (PB/ES), Evandro/Álvaro Filho (RJ/PB), Alison/Guto (ES/RJ), Adrielson/Arthur (PR/MS), Renato/Vitor Felipe (PB), Lipe/Anderson Melo (CE/RJ), Oscar/Saymon (RJ/MS), Leo Gomes/Thiago (RJ/SC), Hevaldo/Adelmo (CE), Leo Vieira/Bruno de Paula (DF/AM), Luciano/Vinicius Freitas (ES), Arthur Lanci/Pedro Solberg (PR/RJ), Bernardo Lima/Eduardo Davi (CE/PR), Fernandão/Fabio (ES/CE), Jô/Rafa (PB/PR), Averaldo/Harley (TO/DF).

No feminino, as 16 parcerias que já estavam asseguradas na fase de grupos são Ágatha/Duda (PR/SE), Bárbara Seixas/Carol Solberg (RJ), Rebecca/Talita (CE/AL), Maria Elisa/Ana Patricia (RJ/MG), Elize Maia/Thamela (ES), Andressa/Vitoria (PB/RJ), Taiana/Hegê (CE), Vic/Tainá (MS/SE), Aline/Neide (SC/AL), Carol Horta/Cacá Richa (CE/RJ), Tory Paranaguá/Angela (CE/DF), Val/Verena (RJ/CE), Josi/Carol Goerl (SC/RS), Andrezza/Thati (AM/PB), Rosimeire Lima/Vivian (AL/PA) e Ana Luiza/Erica Freitas (SC/MG).

Veja também

Mundial feminino de clubes tem os seis classificados

O encerramento do Campeonato Sul-Americano feminino, em Brasília, na noite desta segunda-f…