Vôlei Renata Sesi
Home Destaques Sesi vira sobre o Vôlei Renata em jogo catimbado
Destaques - Superliga - 24 de outubro de 2021

Sesi vira sobre o Vôlei Renata em jogo catimbado

No Taquaral, no reencontro após a semi do Paulista, revanche do time da capital

A reprise da semifinal do último Campeonato Paulista entre Vôlei Renata e Sesi, pela primeira rodada da Superliga 2021/2022, foi equilibrada, como esperado, e muito catimbada, na noite deste sábado. Em cinco sets, o atual bicampeão estadual levou a virada em seus domínios, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, parciais de 23-25, 25-22, 23-25, 27-25 e 15-12.

O ponteira Guiga foi eleito o melhor em quadra e levou o Troféu VivaVôlei. Evandro terminou a partida com 22 pontos.

A arbitragem teve trabalho durante o clássico. Foram vários momentos de reclamação de ambos os lados. Amigos de longa data, o oposto Evandro, do Vôlei Renata, e o ponta Murilo, do Sesi, repetiram outros encontros e trocaram provocações. O árbitro Rafael Lino, depois de permitir algumas delas, resolveu tomar as rédeas e distribuiu um amarelo para cada um no início do terceiro set.

O Sesi ainda reclamou de um lance raro na sequência. Após uma defesa de Murilo, Guiga tentou salvar a bola já na grade do fundo da quadra, mas a bola acabou sendo tocada por uma dos socorristas que trabalhavam no ginásio. Como a bola já estava fora dos limites, o árbitro entendeu que não era preciso voltar o ponto, irritando os visitantes.

Essa parcial, inclusive, foi repleta de alternâncias. O Sesi chegou a ter 19 a 16, mas levou cinco pontos seguidos, em uma passagem de Adriano pelo saque, com dois bloqueios em Darlan, permitindo a virada dos campineiros.

Na volta do quarto set, o Vôlei Renata assumiu o controle logo no início, com dois aces e dois pontos de bloqueio. Chegou a ter cinco pontos de frente (20-15), viu a diferença despencar para um e teve dois match points desperdiçados. O Sesi empatou em 24-24 e virou com dois aces de Darlan.

No tie-break, o time de Marcos Pacheco abriu 4 a 1, obrigando Anderson Rodrigues a pedir tempo. O empate aconteceu no 7 a 7, após erro de Evandro no ataque. Lucão, de um lado, e Guiga, do outro, foram os protagonistas na virada de bola.  O Sesi virou no 12 a 11, com um toque de Canuto na rede e abriu dois após erro de Lucão, para na sequência fechar o jogo.

– Acabamos perdendo para eles no Paulista e isso ficou engasgado. Estudamos bastante e essa vitória é muito importante para o nosso grupo – analisou Guiga.

Os dois times estiveram desfalcados de peças importantes. O levantador Demian Gonzalez, com um edema ósseo no pé, não atuou pelo Vôlei Renata, que ainda perdeu o ponta Bruno Temponi, com dores na coxa, no fim do terceiro set. Cristiano foi o titular no levantamento, enquanto Canuto terminou o duelo na ponta. Pelo lado do Sesi, a principal ausência foi a do ponteiro Victor Birigui, com Murilo atuando o tempo todo na posição ao lado de Guiga.

No próximo sábado, pela segunda rodada, o Vôlei Renata irá até Contagem (MG) para enfrentar o Sada Cruzeiro, às 19h, com transmissão pelo SporTV2. O Sesi entrará em quadra no domingo, no mesmo horário, para receber o Montes Claros América, também na emissora de TV fechada.

Veja também

Brasil vence e está na final do Pan-Americano Júnior

A Seleção Brasileira Masculina sub-23 está na final dos Jogos Pan-Americanos Júnior, em Ca…