Ágatha
Home Praia Ágatha e Duda se despedem com título e emoção
Praia - 14 de novembro de 2021

Ágatha e Duda se despedem com título e emoção

Título em Itapema na última competição da dupla

Nas areias de Itapema, em Santa Catarina, Ágatha e Duda transformaram despedida em festa. No último jogo da parceria, neste domingo, elas venceram Taiana Lima e Hegê por 2 sets a 0 (25/23 e 21/13) e conquistaram o título da etapa brasileira do Circuito Mundial de vôlei de praia, no encerramento da temporada.

Em cinco anos juntas, Ágatha e Duda venceram duas vezes o Circuito Mundial (2018 e 2021) e foram campeãs nacionais na temporada 20/21. Conquistaram oito títulos de etapas do Circuito Mundial e 13 de etapas Open do Circuito Brasileiro.

Agora Duda passará a atuar com Ana Patrícia. Já Ágatha descartou a aposentadoria e diz que está em busca de uma nova parceira.

– Começamos nossa história juntas com um título em João Pessoa  e encerramos com outro título, em Itapema. Estávamos muito felizes dentro da quadra, nossa trajetória foi muito bonita. Foi ainda melhor fechar esse ciclo com a torcida lotando essa arena linda. O que fica desses cinco anos é a amizade. Os momentos bons e as dificuldades, tudo o que nos fez crescer. A gente se gosta muito. Eu sou muito grata a Ágatha. O que eu aprendi dos 18 anos até agora é algo que não consigo explicar. Vou guardar em uma caixinha, escrever tudo o que aconteceu, para sempre lembrar. A Ágatha é uma pessoa guerreira, que ama o esporte, é muito bom estar dentro da quadra ao lado dela. Ela me inspira muito – comentou Duda.

– Tentamos lidar com este jogo como se fosse uma partida qualquer, mesmo sabendo que era o último. Fizemos todo o nosso ritual. Sabíamos que seria uma partida difícil, pois elas estavam atacando mais, a bola estava mais rápida. Sabíamos que para sair com o ouro precisaríamos jogar muito bem. O primeiro set foi super apertado, bem dentro do que esperávamos. No segundo set conseguimos deslanchar com ótimos saques da Duda, bons bloqueios meus, e as duas virando bem as bolas. Quando chegamos no finalzinho do segundo set é que começou a voltar na nossa cabeça aquele pensamento de que estava acabando. Mas eu sempre pensava no foco do jogo. Eu só tenho a agradecer por tudo que vivi ao lado da Duda. Ela fala que eu ensinei muito para ela, mas também aprendi muito com ela. A parceria é isso, uma troca constante, cada uma deu o melhor que tinha para o time. Temos jeitinhos diferentes, mas sempre com o mesmo objetivo. Fomos sempre crescendo dentro e fora de quadra, e isso foi muito legal. Criamos também uma grande amizade. Vou torcer por ela onde ela estiver – emendou Ágatha.

Veja também

Brasil vence e está na final do Pan-Americano Júnior

A Seleção Brasileira Masculina sub-23 está na final dos Jogos Pan-Americanos Júnior, em Ca…