Sesi Bauru
Home Copa Brasil Bauru vence o clássico e vai à semifinal da Copa Brasil
Copa Brasil - Destaques - Sem categoria - 17 de janeiro de 2022

Bauru vence o clássico e vai à semifinal da Copa Brasil

O Sesi Bauru derrotou o Sesc RJ Flamengo na noite desta segunda-feira e avançou na Copa Brasil Feminina

O Sesi Bauru está na semifinal da Copa Brasil Feminina de Vôlei 2022. O time do técnico Rubinho derrotou o Sesc RJ Flamengo por 3 sets a 1 – parciais de 25-11, 23-25, 25-19, 26-24 -, na noite desta segunda-feira, em Bauru (SP), e vai enfrentar o Dentil Praia Clube – que eliminou o Pinheiros na última sexta-feira – por uma vaga inédita na decisão do torneio. A fase final acontecerá nos dias 30 e 31 na cidade catarinense de Blumenau.

Nesta terça-feira acontecem os outros dois confrontos das quartas de final. O Itambé Minas recebe o Barueri e o Osasco São Cristóvão Saúde tem pela frente o Fluminense. Confira aqui a tabela da Copa Brasil. A ponteira Thaisinha, contratada elo Sesi Bauru com a temporada já em andamento para suprir a saída da ponteira turca Odina Aliyeva, começou como titular e foi a maior pontuadora do jogo, com 22 pontos.

Os dois treinadores mexeram muito no time ao longo da partida. Bernardinho escalou o Sesc RJ Flamengo com Geovanna, Peña de oposta, Maira, Milena, Juciely, Milka e Natinha (líbero). Mas, já no segundo set, diante dos altos e baixos de Milena no passe e no ataque, ele colocou Gabiru em quadra, que melhorou o fundo de quadra da equipe. A central Valquíria também foi para o jogo, no lugar de  Milka ficou até o final, sendo muito eficiente nos bloqueios. Monique começou jogando no quarto set e Peña foi para a ponta, sua posição de origem.

Rubinho foi outro que mexeu bastante no Sesi Bauru. Escalou o time titular com: Dani Lins, Nia Reed, Thaisinha, Suelle, Mara, Mayany e Nyeme (líbero). Com a sua principal jogadora – a oposta norte-americana Nia Reed apagada -, o treinador colocou a ponteira Drussyla na saída de rede no quarto set, dando mais opções para Dani Lins. Nia Reed marcou apenas cinco pontos em três sets. Drussyla terminou a partida com os mesmos 5 pontos apesar de ter jogado apenas um set. A central Mayhara entrou no lugar da Mara no segundo set. Adenízia recupera-se de covid.

Além de Thaisinha, outro destaque da vitória do time de Bauru foi a levantadora campeã olímpica Dani Lins, que terminou a partida com 8 pontos e distribuiu muito bem, mesmo jogando boa parte da partida sem contar com a sua atacante-referência, Nia Reed.

No quarto set, com Marcelle no saque, o time carioca saiu de uma desvantagem de 18 a 23 e empatou em 23 a 23. O jogo acabou num lance polêmico para quem estava em quadra e não tinha acesso ao replay da TV.

Numa bola espetada na rede, Geovanna passou a bola de segunda, mas acabou fazendo rede e a comissão técnica do Sesc RJ Flamengo reclamou bastante. O técnico Bernardinho não tinha mais desafio para pedir, mas o replay do SporTV mostrou a rede da levantadora carioca e o set terminou em 26 a 24. Geovanna disse não ter sentido o toque na rede e somente depois, com o jogo já encerrado, Bernardinho foi perguntar ao staff que grava os jogos e confirmou a infração.

– No primeiro set, a gente conseguiu eliminar algumas jogadoras delas, mas sabia que essa não era a realidade do jogo. O Rio é um time que tem um volume muito bom, jogadoras habilidosas. Hoje a Nia não estava rodando muita bola, mas a gente conseguiu equilibrar. Sabíamos que o jogo seria quente assim. Jogo contra o Rio e contra o Bernardo sempre é assim – disse a capitã Dani Lins após ao jogo, em entrevista ao SporTV.

 

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…