Sesi Vedacit Guarulhos
Home Copa Brasil Guarulhos vence batalha contra o Sesi e vai à semi
Copa Brasil - Destaques - 20 de janeiro de 2022

Guarulhos vence batalha contra o Sesi e vai à semi

O Vedacit Guarulhos derrotou o Sesi SP na Vila Leopoldina e garantiu vaga na semifinal da Copa Brasil

Em jogo de cinco sets e muita rivalidade, naquele que acabou sendo o confronto mais equilibrado das quartas de final da Copa Brasil Masculina de Vôlei 2021/22, o Vedacit Guarulhos derrotou o Sesi  com parciais de 19-25, 25-18, 25-20, 21-25, 15-11, na noite desta quinta-feira, no Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

O adversário do time de Guarulhos na semifinal é o Fiat/Gerdau/Minas, na próxima quinta-feira (27.01), em Blumenau (SC), sede das finais da competição. O time mineiro eliminou o Funvic/Natal nas quartas de final. A  outra vaga na decisão será disputada entre o Vôlei Renata – que derrotou a Apan/Eleva/Blumenau ontem -, e o Sada Cruzeiro, que se classificou sem precisar jogar. Hexacampeão da Copa Brasil, a equipe mineira enfrentaria hoje o Farma Conde/São José, mas o time de  São José dos Campos anunciou novos casos de covid 19 no grupo e o confronto foi cancelado. Confira aqui a tabela da fase final da Copa Brasil.

O oposto Franco, do Vedacit Guarulhos, foi o maior pontuador do jogo, com 31 pontos. O destaque do Sesi SP foi o ponteiro  Vitor Birigui, com 24 acertos. O confronto desta quinta-feira em São Paulo colocou frente a frente o Sesi SP, que terminou o turno na terceira colocação, e o Guarulhos, sexto.

– Agora é só agradecer o suor e o empenho dos meus companheiros. No final do quarto set, o Franco cansado, porque recebe bola toda hora e eu falei, Franco agora não é hora. Conseguimos o nosso objetivo, que era chegar à semifinal da Copa Brasil. Uma temporada incrível, depois de chegarmos também à final do Paulista – disse o levantador e capitão Sandro, do Vedacit Guarulhos.

Franco comemorou muito a classificação e admitiu o cansaço, depois de receber tantas bolas.

– Dois sentimentos: muito feliz e morto. O time deles também, mas a gente merceia muito essa vitória, treinamos muito forte depois das festas de fim de ano. A gente sabe da qualidade do Minas, não teve nenhuma derrota até agora, um time montado para ser campeão, mas vamos agora descansar e vamos estudar e acredito que dá para fazer um bom jogo contra eles – disse o atacante.

O central Éder, do Sesi SP, lamentou a derrota e chamou a atenção para a arbitragem – o jogo não teve o desafio eletrônico:

– A gente oscilou muito, tivemos altos e baixos, eles tiveram muito mérito, claro, o Franco jogou muito bem, a gente não conseguiu encontrar ele no final da partida. Mas saio chateado porque a arbitragem não pode influenciar assim uma partida. Ele foi muito incoerente nas decisões, deu um cartão  também incoerente no tie-break, que nos prejudicou. Temos de continuar trabalhando. É uma equipe muito jovem. Estamos fazendo uma temporada boa, dentro das condições da equipe, mas com certeza a gente precisa melhorar – disse o capitão olímpico Éder, central do Sesi SP.

No final do jogo, o técnico Anderson Rodrigues foi reclamar com o árbitro Jediel de Carvalho e foi contido pelos companheiros. Na metade do tie-break, o juiz marcou invasão do Sesi SP. Como o jogo não tinha o “vídeo check”, ficou a dúvida, por parte dos jogadores do Sesi, sobre a invasão. A reclamação foi muito veemente o árbitro deu cartão vermelho para o time paulista, o que configurou 10º ponto para o Vedacit (10 a 7). O time de Guarulhos manteve a diferença e a regularidade no set e, comandado por Franco, fechou o set em 15 a 11 e o jogo em 3 a 2.

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…