Maique
Home Copa Brasil Maique: “A Copa Brasil foi um divisor de águas para mim”
Copa Brasil - Destaques - 18 de janeiro de 2022

Maique: “A Copa Brasil foi um divisor de águas para mim”

Líbero relembra final de 2019 antes da estreia na competição em 2022

A Copa Brasil para muitos jogadores pode ser apenas mais um torneio, mas para o líbero Maique, do Fiat/Gerdau/Minas, é uma competição especial. Foi a partir da decisão da edição de 2019, contra o Sada Cruzeiro, que ele assumiu a titularidade na equipe e segue até hoje. O título não veio naquela ocasião, mas a partir desta quarta-feira, dia 19, o Minas terá a chance de começar a escrever uma nova história com final feliz. Pelas quartas de final, o time comandado por Nery Tambeiro receberá o Funvic/Natal, em Belo Horizonte, a partir das 19h.

– A Copa Brasil foi um divisor de águas para mim. Em 2019, a gente chegou na final contra o Cruzeiro e, para mim, principalmente, foi um marco e a minha primeira decisão de Copa Brasil. A vitória não veio, mas conseguimos mostrar nosso trabalho. Agora a gente espera chegar na final novamente e acredita muito nisso. Quero ser campeão vestindo a camisa do Minas. Tenho um carinho e uma gratidão enormes pelo clube, e quero ajudar a trazer o máximo de títulos para cá. É a minha forma de retribuir tudo o que o Minas tem feito por mim – disse Maique.

O Fiat/Gerdau/Minas entra na competição como um dos favoritos, já que é o único time invicto na Superliga, com 11 vitórias nas 11 partidas disputadas no primeiro turno.

– Na teoria nossa equipe entra como favorita na competição, mas jogo é jogado. Não adianta. Temos que entrar na quadra, fazer o nosso trabalho bem feito, e sempre buscando evoluir tanto individualmente, quanto no coletivo, que é o mais importante.

O confronto desta quarta-feira será a partida de estreia do Fiat/Gerdau/Minas em 2022. Com alguns jogadores infectados pela covid-19, dois compromissos pelo returno da Superliga acabaram tendo de ser remarcados.

– É um jogo com uma expectativa muito grande porque quem ganhar passa, e quem perder fica para trás. A gente tem trabalhado bastante focado nesse jogo, e sabemos que será muito difícil. Ainda mais que já faz um mês e pouco que a gente não joga e acabou perdendo um pouco do ritmo. Mas o foco está fortíssimo em cima dessa partida e vamos em busca dessa vitória para manter nossa invencibilidade na temporada – disse Maique.

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…