Osasco
Home Copa Brasil Osasco espera dificuldades diante do Fluminense
Copa Brasil - 17 de janeiro de 2022

Osasco espera dificuldades diante do Fluminense

O Osasco/São Cristóvão Saúde inicia sua luta pelo tetracampeonato da Copa Brasil. A equipe do técnico Luizomar de Moura faz seu primeiro jogo em 2022 pelas quartas de final da competição nacional, diante do Fluminense nesta terça-feira, a partir das 19h, no ginásio José Liberatti. A partida tem transmissão ao vivo do Sportv2.

Se passar pelo Fluminense, Osasco garante vaga na semifinal, que será disputada no Ginásio Galegão, em Blumenau,  dia 30 de janeiro. A cidade catarinense será sede de toda a fase decisiva, com a final programada para o dia 31. O campeão da Copa Brasil 2022 garante vaga na Supercopa 2022.

Vice-líder da Superliga 21/22, Osasco enfrenta o sétimo colocado do torneio. Apesar de jogar em casa e com o apoio de sua torcida, comissão técnica e atletas osasquense não esperam vida fácil em quadra. No primeiro turno da Superliga, dia 30 de outubro do ano passado, no Liberatti, as paulistas precisaram de cinco sets para bater o adversário.

– O Fluminense tem um bom time e costuma complicar contra a gente. Mas, aproveitamos bem esse período de treinamento nesse início de ano e estamos muito motivadas para voltar a encontrar nosso torcedor e lutar por mais um título – comentou a líbero a capitã Camila Brait, lembrando que Osasco conquistou a Copa Brasil nos anos de 2008, 2014 e 2018.

CONFIANÇA

Pelo lado tricolor, a meio de rede Lara demonstra confiança para o jogo eliminatório da Copa Brasil.

– Acredito que podemos chegar na final. Nosso time tem feito grandes partidas contra todas as equipes. Estamos trabalhando diariamente e vamos lutar para isso – disse Lara, que recordou o título conquistado em 2021, com o Minas.

– Foi um campeonato que me traz a lembrança de que estávamos no caminho certo. Ali, estavam os adversários que, mais para frente, enfrentaríamos nas finais da Superliga.

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…