Praia
Home Destaques Praia bate o Sesi Bauru e amplia vantagem na ponta
Destaques - Superliga - 20 de janeiro de 2022

Praia bate o Sesi Bauru e amplia vantagem na ponta

O Dentil Praia Clube derrotou o Sesi Bauru por 3 a 0 e aumentou ainda mais a sua vantagem na liderança da Superliga

O Dentil Praia Clube sobrou em quadra. Não deu a menor chance para o Sesi Bauru e venceu o jogo válido pela segunda rodada do returno da Superliga Feminina de Vôlei 2021/22, na noite desta quinta-feira (20.01), em Bauru (SP), por 3 sets a 0 – parciais de 25-14, 25-16, 25-22- e se isolou ainda mais na liderança da competição, agora com 35 pontos, em 13 jogos.

Praia e Bauru voltam a se enfrentar dia 30 deste mês, pela semifinal da Copa Brasil. Itambé Minas e Osasco São Cristóvão Saúde disputam a outra vaga na decisão no mesmo dia. Veja aqui a tabela da Copa Brasil Feminina.

A holandesa Anne Buijs, do Praia, foi a maior pontuadora do jogo, com 16 pontos, seguida pela dominicana Brayelin Martinez, com 15, e da central Carol, com 13. A norte-americana Nia Reed foi a maior pontuadora do Sesi com 10 pontos. O time paulista marcou apenas um ponto de bloqueio em toda a partida. No Praia, só Carol marcou 5 – 9 no total. Carol faturou o Troféu Viva Vôlei.

O Sesi segue em quarto, com 23 pontos, mas pode cair uma posição nesta sexta-feira, quanto Barueri, quinto colocado, com 21, enfrenta a equipe de Valinhos , às 17h. Confira aqui os jogos e as transmissões deste fim de semana. Na sequência da classificação, depois do Praia, aparecem Osasco São Cristóvão Saúde e Itambé Minas, ambos com 24 pontos em 10 jogos. O melhor jogo da rodada será às 21h, com o clássico entre Osasco e Sesc RJ Flamengo, às 21h, no José  Liberatti, com transmissão pelo SporTV.

O Praia foi arrasador do início ao fim, no primeiro set foi mais ainda. Contando com um saque agressivo, abriu logo 8 a 1. Sem passe,  Bauru teve dificuldades para colocar a bola no chão com todas as atacantes, sem exceção. As bolas de segurança quando não das donas da casa não eram amortecidas pelo bloqueio mineiro, encontraram a defesa das visitantes. Mesmo com o passe B, Dani Lins tentou jogar com as suas centrais, mas Bauru seguiu tendo dificuldades para pontuar até o fim da parcial.

No segundo set, a história se repetiu, com Bauru ainda sem conseguir fazer seu side out funcionar. O técnico Rubinho colocou Drussyla no lugar de Suelle para tentar melhorar o passe e dar mais qualidade ao ataque. mas, o Praia continuou no seu ritmo forte. Nia Reed, maior pontuadora da Superliga com 233 pontos, não conseguiu repetir as boas atuações na temporada.

O jogo ficou tenso na metade do segundo set. Paulo Coco pediu desafio no meio de um lance, acusando rede de Drussyla na saída de rede – que realmente aconteceu -, mas Bauru reclamou, dizendo que o pedido havia demorado para ser pedido. Nessa confusão, a partida ficou para por 6 minutos e Rubinho tomou cartão amarelo. O Praia nem se alterou. Manteve o rolo compressor em quadra e fechou o set em 25 a 16.

Rubinho seguiu mexendo no time. Sacou Thaisinha e Mara e colocou Sabrina e Mayhara em quadra. O time melhorou e endureceu o jogo na parte final, mas sem, no entanto, passar à frente em momento algum.

O Sesi Bauru volta a jogar na próxima segunda-feira, contra o Curitiba, às 17h, no Paraná, pela terceira rodada do returno, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil. O Praia terá pela frente o Osasco, terça-feira, às 21h30, em Uberlândia, também com SporTV.

 

 

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…