Pedro Moska
Home Superliga Sada busca vaga na elite no feminino. Moska confiante
Superliga - 20 de janeiro de 2022

Sada busca vaga na elite no feminino. Moska confiante

O Sada/Tambasa/Argos, comandado pelo técnico Pedro Moska, estreia nesta sexta-feira, às 16h, na Superliga B feminina. Diante do Flamengo, no Rio de Janeiro, a equipe mineira iniciará a busca por uma vaga na divisão principal do vôlei. Um desafio e tanto para Moska e suas comandadas.

– A gente está com uma expectativa boa. Fizemos duas semanas de treinos muito bons, estamos focados e o time entendendo o esquema de trabalho que propus. O clima está muito bacana. Estamos ansiosos, estreia sempre dá um frio na barriga. Mas estamos confiantes – analisou Moska, de 41 anos.

Esta será a primeira vez que o Sada, patrocinador do mais vitorioso projeto no masculino com o Cruzeiro, terá uma equipe representada no naipe feminino na Superliga B. Moska não esconde a felicidade por estar no projeto, e quer buscar objetivos maiores com a equipe mineira.

– O convite para trabalhar no Sada, que é sinônimo de voleibol, para mim foi uma honra. É trabalhar e dar o máximo para dar valor à oportunidade, para mais pra frente levar para a Superliga A. E colher frutos nos projetos de base, alçar voos maiores, buscar títulos como o masculino já faz. Esse é o objetivo final, como um todo – completou Moska, que deixou o Azulim/Gabarito/Uberlândia para assumir a equipe.

Flávio Pereira, diretor esportivo do Sada, não poupa elogios à equipe feminina, formadas por meninas que se desenvolveram no projeto social e venceram recentemente a Superliga C, o que garantiu a vaga na B.

– Esse projeto dispensa comentários, é um time pelo qual temos muito carinho. Um talentoso grupo de meninas começou e cresceu aqui. Ao longo da trajetória delas dentro do nosso programa de formação, fizeram história. Ganharam competições, inclusive nacionais. O princípio aqui é fazer essas meninas crescerem, embalar o sonho de cada uma. Nesse primeiro momento, esperamos que curtam a oportunidade. Se ganharmos a vaga na Superliga, vamos continuar com os pés no chão, tentando contribuir com a renovação do vôlei brasileiro – analisou o dirigente.

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…