Vakifbank
Home Destaques Vakifbank vira um 19-24 e vence o Fener no clássico
Destaques - Internacional - 23 de janeiro de 2022

Vakifbank vira um 19-24 e vence o Fener no clássico

Jogaço entre o campeão e o terceiro colocado no último Mundial de Ankara

O Vakifbank conseguiu uma enorme vitória neste domingo pelo Campeonato Turco feminino de vôlei. Fora de casa, o campeão do mundo superou o Fenerbahce, então líder do torneio nacional e medalhista de bronze no último Campeonato Mundial, por 3 sets a 1, parciais de 27-25, 23-25, 25-21 e 25-10.

O clássico foi um jogaço como se esperava. Zoran Terzic escalou o Fener com a recém-chegada Melissa Vargas, mas na ponta, na vaga de Ismailoglu, formando um pesado trio de ataque com as russas Fedorovtseva e Lazareva. Já Giovanni Guidetti, por conta da limitação de três estrangeiras, deixou a central americana Ogbogu no banco de reservas, com Isabelle Haak, Gabi e Bartsch-Hackley em quadra.

O Fenerbahce começou com Vargas segura no passe e sendo a atacante mais acionada por Naz Aydemir. Fedorovtseva, por sua vez, teve algumas boas passagens pelo saque, uma delas inclusive fazendo o time abrir uma vantagem que parecia definitiva. Já o Vakif tinha Gabi com dificuldade na virada de bola. O enredo parecia definitivo, com o Fener abrindo 24 a 19. Set perdido? Gulubay teve boa passagem pelo saque, Zehra Gunes se transformou em um verdadeiro paredão no bloqueio, Haak virou contra-ataques e a parcial terminou com um incrível 27-25 para o Vakifbank.

A virada mexeu com o emocional do Fenerbahce, a ponto de Terzic, com 1-4 no placar do segundo set, tirar Vargas. Aos poucos, o equilíbrio foi retomada e os dois times passaram a trocar pontos. Gunes e Haak, de um lado, e Lazareva e Fedorovtseva, do outro, eram as bolas de segurança das levantadoras. Até que a ponteira russa, com 18 anos recém-completados, foi para o saque. Um ace para fazer 24-23 e outro quebrando o passe e forçando um erro de ataque da oposto sueca.

Uma menção mais do que justa. O jogo teve vários rallies longos, com defesas difíceis de lado a lado. E é preciso citar as líberos, principalmente Gizen Orge, do Fener, neste fundamento. No terceiro set, após boa sequência de Vargas no saque, o Fenerbahce abriu 13 a 9. Mas um velho script voltou a aparecer: os ataques de Haak (com direito a bolada no rosto de Erden e no peito de Terzic) e os blocks de Gunes. O Vakif virou mais uma vez e fez Terzic mexer de novo, colocando Ana Cristina no lugar de Lazareva.

O quarto set destoou dos demais. Uma rede do Fener empacou e o placar pulou de 5-7 para 5-11. O técnico sérvio, que havia começado com Vargas na saída e Ismailoglu na ponta, começou a mexer no time. Tirou Naz, voltou com Lazareva, mas nada funcionou. Passeio do Vakifbank para fechar em 3 sets a 1.

As maiores pontuadoras do duelo foram Haak, com 28 pontos, e Fedorovtseva, com 18. Gunes terminou com mais 17, sendo nove no bloqueio. Gabi, que cresceu no ataque do terceiro em set em diante, somou 12.

O resultado colocou o Vakifbank na liderança do Turco, com 41 pontos. O Fener soma 39.

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…