Bergmann
Home Destaques Bergmann, Carol, Gabi e Zé comentam vitória do Brasil

Bergmann, Carol, Gabi e Zé comentam vitória do Brasil

Veja a repercussão do triunfo brasileiro sobre a Sérvia na semifinal da Liga das Nações

A Seleção Brasileira feminina fará a final da Liga das Nações de 2022 com a Itália. A equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu, neste sábado (16/7), a Sérvia, de virada, por 3 sets a 1, em Ankara, na Turquia. A oposta Kisy, com 19 acertos, e as ponteiras Julia Bergmann e Gabi, com 16 e 15, respectivamente, se destacaram no confronto. As brasileiras, que conseguiram grandes reações no segundo e terceiro sets, vão enfrentar a Itália na final. As italianas levaram a melhor sobre a Turquia na outra semifinal por 3 sets a 0. A decisão acontece às 12h30 (horário de Brasília) deste domingo (17/7) com transmissão ao vivo do Sportv 2, Volleyball World e sem imagens no YouTube e na Twitch do Web Vôlei.

Veja as declarações das atletas da Seleção e do técnico Zé Roberto:

Julia Bergmann, ponteira, marcou 16 pontos (15 de ataque e um de saque na partida)
– Estamos na final. Foi um jogo muito difícil e a palavra que representa essa vitória é união. Todas se ajudaram muito dentro de quadra, perdemos o primeiro set e conseguimos voltar para a partida. Lutamos muito em todo jogo, principalmente quando estávamos atrás no placar. É muito bom estar na final da Liga das Nações.

Carol, central, fez 13 pontos (sete de ataque e seis de bloqueio)
– Tenho muito orgulho desse time. Crescemos jogo a jogo e as meninas mais jovens estão com uma mentalidade muito boa, focadas no que precisam fazer nas partidas. Somos um time que se dedica muito e treina diariamente buscando a evolução. Vejo muita vontade e energia nesse time para buscar esse título.

Gabi, ponteira e capitã, marcou 15 pontos de ataque
– Começamos o jogo um pouco ansiosas, com muitos erros e a Sérvia estava sacando muito bem. Conseguimos nos manter unidas e viramos a partida. O nosso lado mental fez a diferença na partida de hoje. As jogadoras mais novas como a Julia Bergmann e a Kisy seguraram a pressão e foram fundamentais para o resultado. Nos ajustamos e conseguimos virar o jogo no segundo e no terceiro sets. A lucidez, a confiança e a união desse grupo estão sendo determinantes para o resultado.

José Roberto Guimarães, treinador do Brasil
– A Sérvia estava conseguindo abrir no marcador no começo dos sets. Foi complicado correr atrás do placar, mas por outro lado essa recuperação nas parciais foi muito importante. Quando o nosso saque e o sistema defensivo começaram a funcionar, conseguimos mudar o jogo. Foi uma vitória muito importante para essa nova geração.

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…