Brasil VNL ranking
Home Liga das Nações Brasil mais perto da liderança e Itália no top 3. Veja o ranking!
Liga das Nações - Seleção Brasileira - 14 de julho de 2022

Brasil mais perto da liderança e Itália no top 3. Veja o ranking!

Confira as dez primeiras posições antes das semifinais da Liga das Nações feminina

A definição dos semifinalistas da Liga das Nações feminina, neste meio de semana, mexeu com as primeiras posições do ranking mundial da Federação Internacional de Vôlei (FIVB). E com boas novas para o Brasil.

O Seleção de José Roberto Guimarães viu a diferença para os Estados Unidos, líderes do ranking, cair de 24 pontos para 13 pontos. Vale lembrar que o ranking mundial é atualizado a cada jogo desde o ano passado. Pelas novas regras do ranking, o algoritmo leva em conta vários fatores para definir a pontuação. Um deles é a diferença de posicionamento dos times. Uma “zebra” em um jogo conta muito mais pontos do que uma vitória esperada.

Na semi da VNL, o Brasil pegará a Sérvia, sexta colocada no ranking. Uma vitória verde-amarela deve valer uma pontuação semelhante ao do duelo de quartas de final contra o Japão, sétimo. Foram mais 2,84 pontos para a Seleção Brasileira na quarta-feira. Insuficiente para retomar a ponta.

Já a Itália desbancou a China do terceiro lugar ao vencer o confronto direto hoje. Foram quase oito pontos  somados pela Azzurra no ranking na vitória pelas quartas de final da VNL. Veja abaixo a pontuação das duas seleções.

O ranking, inclusive, será levado em consideração para a definição das vagas olímpicas, com a classificação dos primeiros diretamente para Paris-2024. A Federação Internacional anunciou as mudanças em abril.

O top 10 feminino atualizado em 14 de julho. O ranking completo pode ser visto no link.

1 – Estados Unidos – 392 pontos
2 – Brasil – 379
3 – Itália – 347
4 – China – 338
5 – Turquia – 329
6 – Sérvia – 319
7 – Japão – 287
8 – Rússia – 278
9 – República Dominicana – 267
10 – Holanda – 250

 

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…