Itália
Home Destaques Itália mostra ao mundo o sucesso das categorias de base
Destaques - Especiais - Internacional - 18 de julho de 2022

Itália mostra ao mundo o sucesso das categorias de base

Além da conquista da VNL, base italiana faturou três títulos europeus neste domingo

O vôlei da Itália viveu um de seus dias mais gloriosos neste domingo (17/7). O título inédito da Liga das Nações feminina ao bater a Seleção Brasileira, em Ankara (TUR) por 3 a 0, foi a cereja do bolo. Mas três conquistas em Campeonatos Europeus das categorias de base mostram o trabalho de base mostrando serviço, colhendo frutos e deixando um futuro ainda mais animador pela frente.

“Papa títulos da base”, a Itália tem no seu DNA captar e desenvolver jovens atletas. Ano após ano, o país vem se configurando como um dos projetos de categorias inferiores mais bem consolidados do mundo, sendo protagonista em quase todas as faixas etárias. Muitas jogadoras que conquistaram a VNL, como Paola Egonu, Alessia Orro, Anna Danesi, Caterina Bosetti e Elena Pietrini, já estiveram brilhando pela base italiana em anos anteriores, sempre com a chancela do Club Itália, projeto que vida formar e dar experiência para jovens na transição para o adulto. Neste domingo, mais um dia histórico, adicionando outros três títulos europeus na galeria italiana:

Europeu masculino sub-22: Itália 3 a 1 França (24-26, 25-23, 25-22 e 25-21)
Europeu feminino sub-21: Itália 3 a 2 Sérvia (17-25, 25-17, 15-25, 25-19 e 15-11)
Europeu masculino sub-18: Itália 3 a 0 França (25-22, 25-19 e 25-23)

As competições da categoria sub-22 e sub-21, recém-lançadas, funcionarão como evento-teste para as futuras edições previstas para ter eliminatórias em 2023 e finais em 2024. Ambas as equipes italianas, sub-22 masculina e sub-21 feminina, eram compostas por muitos atletas que em 2021 conquistaram o título mundial no sub-21 masculino e sub-20 no feminino. Já na tradicional categoria sub-18 os jovens italianos faturaram o bicampeonato consecutivo.

No adulto, a conquista da Liga das Nações quebrou a hegemonia brasileira e estadunidense nas competições anuais organizadas pela Federação Internacional (Grand Prix e VNL) que vinha desde 2007.

Nesta semana, a Itália, no naipe masculino, tentará a dobradinha na Liga das Nações. Apostando numa seleção jovem e muito talentosa, o time de Michieletto, Giannelli & Cia. busca repetir o ocorrido no último Europeu, no ano passado, quando as duas seleções estiveram no posto mais alto do pódio. A fase final da VNL masculina acontece em Bologna, entre 20 e 24 de julho.

Por Robson Leal, em colaboração ao Web Vôlei

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…