Pacheco
Home Destaques Pacheco: “Minha meta é formar uma equipe coesa”
Destaques - Vaivém - 22 de julho de 2022

Pacheco: “Minha meta é formar uma equipe coesa”

Montes Claros América apresentou nesta sexta-feira o técnico Marcos Pacheco

Novo técnico do Montes Claros América, Marcos Pacheco foi apresentado na tarde desta sexta-feira (22/7), na sede administrativa do clube. O comandante falou pela primeira vez como treinador americano e apresentou as principais ideias a serem desenvolvidas nesta temporada.

– Estamos com uma equipe muito jovem e que tem um potencial gigantesco. Vejo que temos grandes possibilidades, pois contamos com jogadores com qualidades diferentes, mas que têm em comum, características como a intensidade. Neste primeiro momento, minha meta é criar uma identidade e harmonia para nossa equipe, desenvolvendo uma forma coesa de jogar. Estou apostando muito na equipe e agora minha meta é formar uma grande equipe – disse Pacheco.

Ele aproveitou ainda para já convocar a torcida para os jogos em casa:

– Espero que o ginásio seja uma panela de pressão, não só pelo calor de Montes Claros, mas também pelo calor da torcida. A presença do público é uma peça fundamental para o sucesso da equipe. Desejo que as pessoas compareçam e prestigiem nosso time, lotando o ginásio com calor humano e que seja uma temporada de muitas alegrias.

A apresentação também contou com a participação do gestor do projeto, Andrey Souza. Ele comentou sobre a escolha do Pacheco para assumir o comando do time e sobre a chegada dos novos atletas contratados neste mercado do vôlei.

– Trouxemos um comandante diferenciado que é o Pacheco, ele tem uma vasta experiência e inclusive é um campeão de Superliga. Estamos empenhados em fazer o melhor trabalho para representar a cidade de Montes Claros, o Norte de Minas e o América – disse ele, completando sobre o elenco: – Nós apostamos, garimpamos e trouxemos bons atletas para esta temporada. Nosso elenco a princípio está voltando mais forte. Temos dois atletas estrangeiros, como é permitido pelo regulamento, o oposto cubano Osniel Gonzalez, de 25 anos, que tem passagens pela seleção do seu país e disputou os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. E o porto-riquenho, Diego Negrón, de 23 anos, que vem do Lindenwood University. Além das caras novas como, os ponteiros Matheus Silva e Lucaian Pereira; o oposto Breno Nascimento, os centrais Symon Lima e Alesson de Lima, o levantador Jó Maurício e o líbero Pedro Mococa, todos jovens em potencial que querem mostrar o seu trabalho. Acredito que a união dessas forças será o sucesso do Montes Claros América Vôlei nesta temporada 22/23.

Veja também

Maique: “Estamos buscando identidade para o grupo”

A Seleção Brasileira masculina está na França fazendo os últimos ajustes para o Campeonato…