Suzano
Home Destaques Suzano: tradição resgatada e aposta em experientes
Destaques - Especiais - Estaduais - Superliga - 27 de julho de 2022

Suzano: tradição resgatada e aposta em experientes

Tricampeão brasileiro na década de 1990, Suzano resgatou a tradição no vôlei e será uma das novidades da Superliga masculina 2022/2023. O time comandado por Marcos Miranda garantiu o acesso após conquistar o título da Superliga B e é o tema da segunda matéria da série especial do Web Vôlei sobre os 24 participantes da próxima edição do torneio nacional.

O discurso dos dirigentes e da prefeitura é de ressurgimento da cidade no esporte. A classificação recolocou Suzano na elite após um hiato de 13 anos. O clube conquistou o título da extinta Liga Nacional nas temporadas 1992/1993 e 1993/1994, e chegou ao topo do pódio na Superliga 1996/1997. Além disso, foi vice-campeão em 1994/1995 (perdeu para o Novo Hamburgo) e 1995/1996 (ao ser derrotado na decisão pela Olympikus).

O levantador Gustavo Campelo, de 27 anos, foi mantido na equipe para o maior desafio do Suzano Vôlei sob a atual gestão. O atleta está no grupo desde a retomada do projeto, em julho do ano passado. O início da caminhada teve como marco o título da Superliga C, em novembro de 2o21.

Os centrais veteranos são outras atrações do Suzano. Um deles é o experiente Riad, de 40 anos, que tem no currículo três títulos da Superliga, pelas equipes da Ulbra/Canoas, RJX Vôlei e Taubaté. Outro é Alberto, de 41 anos, que é tetracampeão da Superliga (2006/2007, 2004/2005, 2001/2002, 2000/2001) e vai para sua terceira temporada na cidade.

Dentre as contratações do Suzano, estão o central Judson, ex-Vôlei Renata, e o ponteiro Daniel Muniz, que estava na Alemanha. A equipe sub-21, que disputa o Paulista da categoria, também cederá atletas à equipe profissional, caso necessário.

O técnico Marcos Miranda foi vice-campeão da Superliga 2004/2005, à frente do Telemig Celular/Minas, e assumiu o comando do Suzano no decorrer da última Superliga B, após o desligamento de Alessandro Fadul. Em 2021, Marcão comandou a Austrália na Liga das Nações.

Posição na última Superliga: Campeão da Superliga B

Reforços contratados: Luis Rodrigues (levantador), Judson (central), Jonadabe (oposto), Daniel Muniz (ponteiro) e Diego (líbero)

Quem teve o contrato renovado ou subiu das categorias de base: Taichi (líbero), Gustavo (levantador), Guilherme Sabino (oposto), Matheus Celestino (ponteiro), Nathan (ponteiro), Angellus (oposto/ponteiro), Hiago (ponteiro), Alberto (central), Riad (central) e Bruno Biella (central).

Quem saiu: Dayan (líbero), Kelvin (ponteiro), William Kerber (oposto), Marcelo (oposto), Gegê (central) e Matoso (levantador)

Estrangeiros: Não tem

Técnico: Marcos Miranda

Competições previstas no calendário: Campeonato Paulista e Superliga.

Veja também

Darlan entre os “mais promissores” do Mundial

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) divulgou uma lista com os jogadores mais promiss…