Funvic Natal
Home Superliga Funvic não é aprovada no Fair Play e está fora da Superliga
Superliga - 2 de agosto de 2022

Funvic não é aprovada no Fair Play e está fora da Superliga

Equipe do Rio Grande do Norte não teve a documentação aprovada

A Funvic/Natal está fora da próxima Superliga masculina de vôlei. Os documentos da equipe masculina não cumpriram os requisitos regulamentares estipulados pelo Fair Play financeiro e assim a inscrição não foi aceita pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

O Web Vôlei apurou que alguns ex-integrantes da comissão técnica e até jogadores não haviam assinado o documento obrigatório que atesta todos os pagamentos feitos. O time chegou a prometer quitar salários atrasados caso o eles aceitassem assinar. Mas isso não mudou a ideia de todos.

“A CBV considera que o fair play financeiro, implementado na temporada 2016/2017 em conjunto com os clubes, é passo fundamental para a confirmação da Superliga 1XBET como referência não só nas áreas de esporte, mídia e entretenimento, mas também de governança e boa administração, prezando pelo respeito aos atletas, equipes e a todos os envolvidos. Portanto, a CBV chancela o entendimento da Comissão Independente de Advogados e confirma o indeferimento de inscrição da equipe da Funvic Natal (RN) para a Superliga 1XBET 2022/2023, por descumprir os requisitos de regularidade financeira”, escreveu a CBV.

Não é surpresa os problemas financeiros do time potiguar. Vários atletas deixaram o projeto no decorrer da temporada insatisfeitos com atrasos e problemas estruturais. A saída do técnico Javier Weber, antes da disputa do Mundial, foi um momento exemplar do caos do projeto.

Para substituir a Funvic Natal, será seguida a ordem de convites prevista no regulamento da competição, começando pelo terceiro colocado da Superliga B 2021/2022, o Instituto Cuca, de Fortaleza. Caso o projeto não tenha condições de arcar com os custos da Superliga, o próximo convidado será Niterói. O Web Vôlei apurou que Goiás, rebaixado na última temporada, é quem tem atualmente mais possibilidades de assumir a vaga. Após consultar os times da Superliga B, é regra coloca na fila os dois rebaixados. Goiás foi o penúltimo na elite em 21/22, à frente do Azulim/Gabarito/Uberlândia.

Os outros 23 participantes da próxima Superliga tiveram a documentação aprovada. Para a temporada 2022/2023 masculina, estão aptas as equipes Sada Cruzeiro (MG), Itambé/Minas (MG), Sesi (SP), Vedacit Guarulhos (SP), Apan/Eleva (SC), Vôlei Renata (SP), Farma Conde São José (SP), Montes Claros América, Brasília (DF), Suzano (SP) e Café Vasconcelos/Araguari (MG).

No feminino, foram aprovadas as inscrições de todas as equipes: Gerdau Minas (MG), Dentil/Praia Clube (MG), Sesi Bauru (SP), Sesc RJ Flamengo (RJ), Osasco São Cristóvão Saúde (SP), Fluminense (RJ), Barueri (SP), Pinheiros (SP), Brasília (DF), Unilife Maringá (PR), Energis 8 São Caetano (SP) e Abel/Moda Vôlei (SC).

 

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …