Montes Claros
Home Destaques Montes Claros/América Vôlei: aposta na juventude
Destaques - Especiais - Estaduais - Superliga - 4 de agosto de 2022

Montes Claros/América Vôlei: aposta na juventude

Sob o comando do tricampeão da Superliga Marcos Pacheco, equipe mineira tem novos trunfos para tentar voltar aos playoffs

No terceiro ano da parceria entre Montes Claros e América Vôlei, o clube aposta em uma nova estratégia para manter a tradição de arquibancadas cheias e tentar retornar aos playoffs: um elenco de jovens, com um comandante para lá de experiente. Após circular entre o rebaixamento e a classificação na última temporada, a diretoria decidiu trocar desde a comissão técnica até todas as posições do elenco. O time mineiro é o tema da oitava matéria da série especial do Web Vôlei sobre os 24 participantes da Superliga 2022/2023.

Tricampeão do torneio com a Cimed de Florianópolis (2007/08, 2008/09 e 2009/10) , Marcos Pacheco foi contratado para comandar a renovação do grupo. O gaúcho estava no Vôlei Renata, clube pelo qual alcançou na última temporada o título do Campeonato Paulista.

Apenas dois jogadores tiveram seus contratos renovados: Melqui Vieira, central titular na campanha da última Superliga, e Gian Moraes, um dos líberos da antiga equipe. O outro, Filipinho, se transferiu para o Vedacit Vôlei Guarulhos. Outras duas saídas importantes são as do central Maycon Leitte, que terminou a Superliga como melhor atacante em aproveitamento de ataques, e do oposto André Saliba, que apareceu bem na fase classificatória e agora retorna ao Itambé/Minas.

A diretoria do Montes Claros/América foi ao mercado em busca de jovens reforços, além de duas atrações internacionais. Para a posição de oposto, a novidade é o cubano Osniel Gonzalez, que esteve na Rio 2016 com a seleção de Cuba. Outra é o levantador Jó Maurício, de 2,01m, que, mesmo com 21 anos, já rodou em muitos clubes, inclusive na Europa. Nas pontas Diego Negrón, porto-riquenho que vem do Lindenwood University-EUA, e Matheus Silva, ex-Minas. Symon Lima, central ex-Funvic/Educacion/Natal, também fará parte do grupo.

Posição na última Superliga: 9º colocado.

Reforços contratados: Alexsandro Vicente (levantador), Jó Maurício (levantador), Breno Nascimento (oposto), Osniel Gonzalez (oposto), Diego Negrón (ponteiro), Lucaian Pereira (ponteiro), Matheus Almeida Silva (ponteiro), Alesson Santiago (central ), Symon Lima (central) e Pedro Mococa (líbero).

Quem teve o contrato renovado: Melqui Vieira (central) e Gian Moraes (líbero).

Quem saiu: César Henrique (levantador), Henrique Adami (levantador), André Saliba (oposto), Jô (oposto), Leonardo Alexsander (ponteiro), Ygor Duarte (ponteiro), Valdir Junior (ponteiro), Vinicius Silveira (ponteiro), Rodrigo Honório (ponteiro), Gabriel Cotrim (central), Robson (central), Maycon (central), Rafael (central) e Filipinho (líbero).

Estrangeiros: Osniel Rendon Gonzalez (Cuba) e Diego Negrón (Porto Rico).

Técnico: Marcos Pacheco.

Competições previstas no calendário: Campeonato Mineiro e Superliga.

Confira as matérias anteriores da série especial do Web Vôlei

Brasília: presença no masculino fortalece projeto
Araguari abre espaço a promessas do masculino
Suzano: tradição resgatada e aposta em experientes 

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…