Taubaté
Home Estaduais Taubaté derrota o Quênia no tie-break
Estaduais - 6 de agosto de 2022

Taubaté derrota o Quênia no tie-break

Amistoso aconteceu na noite desta sexta-feira, no Abaeté

Na noite desta sexta-feira (5/8), a equipe feminina do Vôlei Taubaté abriu oficialmente a temporada 2022/23 com uma vitória por 3 sets a 2 diante da seleção do Quênia, parciais de 25-22, 23-25, 25-22, 19-25 e 15-7, no Ginásio do Abaeté.

A partida amistosa marcou a apresentação oficial do time à torcida taubateana, e faz parte da fase final de pré-temporada da equipe, que no dia 19 deste mês estreia no Campeonato Paulista. Para o Quênia, o jogo fez parte de uma série de amistosos que a equipe vem fazendo no Brasil visando a disputa do Campeonato Mundial de Vôlei, que acontece a partir de 23 de setembro na Holanda e na Polônia. A equipe queniana é treinada por Luizomar de Moura.

O treinador taubateano André Bartelega escalou como equipe inicial o time com Sofhia (levantadora), Mayra (ponteira), Monique Helena (ponteira), Ariadne (central), Raquel (central), Thayná (oposta) e Ju Paes (líbero). Entraram ao longo da partida Vi Maria (líbero), Jana (ponteira), Marina (central), Ana Caroline (ponteira) e Lenara (central).

A central Marina fez uma análise positiva do amistoso vencido pelo Vôlei Taubaté.

– Foi um jogo muito bom, acho que serviu para nós tirarmos muitas lições e testar o que nós temos treinado nessa pré-temporada. O time do Quênia tem um estilo de jogo bem pesado, com jogadoras bem fortes, saque bem potente e esse jogo serviu para nós termos já familiaridade com esse tipo de adversário, que é o que nós vamos encontrar no Campeonato Paulista. De forma geral, nosso time se comportou bem e foi muito bom ter essa enorme energia da torcida do nosso lado. Foi lindo ter esse grande apoio da galera, e esperamos que a torcida compareça sempre assim em grande número ao longo da temporada – comentou Marina.

Para André Bartelega, a partida foi de enorme valia para suas comandadas e serviu de parâmetro para os ajustes que precisam ser feitos.

– Foi um jogo muito interessante, intenso, que nos colocou em situações de pressão que nós vamos ter de encarar nas competições ao longo da temporada. A equipe se portou muito bem na parte mental, e conseguiu achar as soluções no momento em que foi pressionada. Claro que também o jogo diante do forte time queniano serve para que nós possamos ajustar alguns fundamentos e detalhes que precisam ser melhorados. Mas o balanço de hoje é positivo e essa vitória dá muita moral para as meninas nessa reta final de preparação – comentou o técnico de Taubaté.

 

Veja também

Brasil leva virada na Copa Pan-Americana

A quarta-feira (10/8) não foi marcada pela reabilitação do Brasil na Copa Pan-Americana, e…