Sesc RJ
Home Copa Brasil Sesc RJ Flamengo “inicia o ano” após turbulências
Copa Brasil - Destaques - 15 de janeiro de 2022

Sesc RJ Flamengo “inicia o ano” após turbulências

Time carioca teve seis jogadoras com covid neste começo de 2022

O início do ano foi muito diferente do que todos queriam no Sesc RJ Flamengo. Com seis jogadoras tendo testado positivo para a covid entre os últimos dias de 2021 e os primeiros de 22, o time comandado pelo técnico Bernardinho teve dois jogos da Superliga adiados e somente voltará às quadras nesta segunda-feira, mas pela Copa Brasil. O confronto será diante do Sesi Bauru, em Bauru, às 20h, no ginásio Sesi Bauru Altos da Cidade, e vale uma vaga nas semifinais da competição. O Sportv 2 transmite.

Capitã, jogadora mais experiente e também a que há mais tempo defende o time, Juciely reconhece que foi difícil até treinar neste início de ano, mas garante que ela e suas companheiras chegam preparadas para encarar o desafio desta segunda.

– A classificação é muito importante para a gente. O time perdeu várias atletas para os treinos deste início de ano, tivemos jogos adiados, mas no final desta semana o grupo já voltou a estar completo e treinando. Estamos muito focadas no nosso adversário e cheias de vontade de estar novamente em quadra. Sempre entramos nos jogos com o objetivo de vencer, ainda mais numa decisão, de partida única – afirmou a meio de rede.

No primeiro turno da Superliga, única vez em que se enfrentaram nesta temporada, ainda em outubro, o Sesc RJ Flamengo foi até o interior de São Paulo e abriu 2-0. No entanto, sucumbiu à reação das donas da casa, que venceram no tie-break. E para tentar um resultado diferente nesta segunda, a chave, de acordo com a capitã rubro-negra, é sacar bem e deixar a vida da levantadora Dani Lins mais complicada.

– Sempre precisamos partir com um bom saque. E, a partir daí, trabalhar bem nosso bloqueio para neutralizar as bolas se segurança delas. É isso. Além de ter volume de jogo e diminuir nossos erros – finalizou Juciely.

 

Veja também

Bernardinho e Venturini entram para o Hall da Fama

O Brasil terá mais dois representantes no Hall da Fama do vôlei. O técnico Bernardinho e a…