Home Superliga Entenda a confusão de Herrera com o arbitragem no jogo Camboriú x Pinheiros
Superliga - 12 de janeiro de 2019

Entenda a confusão de Herrera com o arbitragem no jogo Camboriú x Pinheiros

A primeira vitória do Balneário Camboriú na Superliga Cimed feminina 2018/2019, na noite de sexta-feira, terminou em confusão.

A cubana Herrera, um dos principais nomes do Pinheiros, se desentendeu com a arbitragem. O auge foi no fim do quarto set, com as catarinenses vencendo por 21 a 20. E o jogo foi encerrado em 25 a 20 sem ter os últimos pontos disputados. Entenda resumidamente o acontecido:

Foi uma progressão de punições ao time do Pinheiros. Primeiramente o time foi advertido, depois, no segundo set, por comemorações agressivas, a Herrera levou o vermelho. Na quarta parcial, quando mais uma vez confrontou o árbitro, de forma considerada inaceitável, ela foi expulsa do set. Mas o Pinheiros já havia feito as seis substituições e o jogo foi encerrado pelo fato do time estar incompleto.

A confusão se instalou em quadra, com muita pressão no árbitro de Patrick Bernard Basso. O técnico Sérgio Negrão, o assistente Paulo de Tarso e outros integrantes da comissão do Pinheiros tentaram conter Herrera.

Ela precisou ser retirada de quadra para evitar um problema ainda maior.

Depois de trocar de roupa no vestiário, a cubana, no caminho para o ônibus, passou pela quadra e precisou ser contida novamente por integrantes da comissão técnica do Pinheiros para não partir para cima da arbitragem.

Nas redes sociais, Herrera, autora de 12 pontos, desabafou após a partida. Entre alguns palavrões, ela escreveu:

“Se me derem a oportunidade de ver esse árbitro de novo eu o comerei vivo. Expulsão sem necessidade. Árbitro medíocre”, escreveu ela, completando que pede a Deus para que não o ponham mais como árbitro em um jogo dela.

A assessoria da atleta disse que ela não iria mais se pronunciar até esfriar a cabeça.

A CBV disse aguardar os relatórios do delegado do jogo, nesta segunda-feira, antes de tomar uma posição.

LEIA TAMBÉM

+ O que está certo e o que pode mudar na Copa Brasil feminina

+ Médico do Sesc cauteloso para retorno de Drussyla

Veja também

Flávio admite viver momento especial da carreira

Aos 29 anos, Flávio vive um dos melhores momentos da carreira. O meio de rede defenderá o …